12 de dez de 2016

novas escolas





Ainda que o movimento da linguinha deles nas minhas tetas figure apenas como um cafezinho depois da sobremesa numa churrascada de domingo, não tenho tido como evitar a negociação deste simples gesto com os meus fornecedores de leite. Uma performance simples que pode levar de um a três minutos, mas que cansa muito a linguinha (e a moral) deles. A lambeção rompe com a natureza automática de nossos encontros. É neste ato simplório que cada um deles passa a ter noção do quão indigna tornou-se sua nudez. A venda de aparato genético (esperma) para o gordão mamador frutificou uma espécie de tortura aos meninos. Eu, particularmente, não dou a mínima ...



---------------------

   A V I S O

---------------------


Estimados leitores / seguidores ... é uma falta de respeito esta minha inércia no que diz respeito às atualizações do blog. Não tenho sido capaz de transliterar a minha vida promíscua nesses caracteres do computador. Não tenho parado quieto. Erechim, Frederico Westphalen, Passo Fundo, Porto Alegre, Xangri-la, Gramado e tantas outras cidades têm sido minha morada para "entrevistar" novos doadores de leite. Voltarei ainda para Florianópolis e para Blumenau antes das festividades de fim de ano e, por isso, não posso prever quando irei publicar algo novo aqui. Quero sim abordar esse tema das minhas novas escolas ... as experiências que tenho tido com montadores de móveis e com tantas outras criaturas que contrato simplesmente para que fiquem imóveis.




Mas manterei contato através do twitter @dusaba ...

Tudo de bom aí pra vocês,

Du




facebook.com/dudusabatello